Psicologia

Outubro – Mês da Consciencialização da Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção

No mês em que se assinala a consciencialização da Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA), vamos tentar desmistificar algumas questões. Todos conhecemos alguém com PHDA, mas será que sabemos o que isto significa e que implicações tem no seu dia-a-dia?

A PHDA é possivelmente a perturbação do neurodesenvolvimento mais frequente, sendo caraterizada por um conjunto significativo de alterações comportamentais: desatenção, hiperatividade e/ou impulsividade.  As crianças com PHDA apresentam uma grande dificuldade em inibir e ajustar o comportamento à situação ou tarefa específicas. Em face das alterações comportamentais e neurocognitivas (atenção, funcionamento executivo, memoria de trabalho…), as crianças com esta problemática tendem a apresentar dificuldades de aprendizagem, imaturidade, problemas de ajustamento psicossocial, dificuldades no relacionamento com os pares, dificuldades em cumprir regras e atingir objetivos, entre outros.

Assim, assinalamos este mês, desmistificando alguns mitos associados a esta perturbação.

Dicas para Pais – O Regresso às Aulas

A ida para a escola, traz consigo imensas dúvidas, preocupações e receios, sobretudo para os pais. O importante será os pais conseguirem digerir esses sentimentos mais negativos, e transformar este acontecimento num momento de crescimento feliz e de partilha.

 A maioria das vezes os medos e as inquietações das crianças não são mais do que um reflexo dos medos e receios que os pais demonstram. Assim, a função destes é transformar a ida para a escola num momento de crescimento e de conquistas da criança, numa aventura em que vai aprender tantas coisas e vai viver tantas emoções.

Dia Internacional da Família

É já amanhã, 15 de maio, o dia Internacional da Família!

Esta celebração reforça a mensagem de união, respeito e compreensão necessários para o bom relacionamento de todos. A família é considerada a unidade básica da sociedade, um dos vínculos afetivos mais valorizado. A ONU reconhece assim, desde 1994, a sua importância como um lugar privilegiado dentro da educação infantil, sendo um lugar onde as crianças devem encontrar proteção e segurança.

Além de fundamental, é também, urgente incentivar as crianças e adolescentes para a vida familiar, na qual devem ser partilhados momentos de amor, afetividade, calor humano, carinho, dor, entre outros. Esses momentos são essenciais para o desenvolvimento das crianças mas também na valorização da autoestima.

Desta forma, deixamos-lhe um vídeo explicativo com algumas coisas que os filhos gostariam de receber dos pais, assim como um jogo para colocar em prática com toda a família. Divirtam-se!